Ligamos para Você
Nossa politica de privacidade e cookies Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua experiência na navegação.
Você pode alterar suas configurações de cookies através do seu navegador.
Vance Imóveis
Vance Imóveis
Telefones para Contato

Blog » Guia financeiro para compra do primeiro imóvel

Guia financeiro para compra do primeiro imóvel
Publicado em 29/Jun/2023

Só de pensar em comprar o nosso primeiro imóvel e na mudança para a nossa casa própria, já dá um friozinho na barriga! Contudo, por mais que seja um momento animado e inesquecível, para que a nossa escolha seja assertiva, principalmente no quesito financeiro, é preciso ter em mente que existem diversas variáveis para acertar na sua aquisição.

 

Quer saber, em primeira mão, quais são os passos imprescindíveis para comprar o seu imóvel e manter a sua vida financeira no lugar? Então, fique com a gente e acompanhe o nosso guia financeiro para compra do primeiro imóvel, confira!

 

Em primeiro lugar, por que é tão importante se planejar financeiramente para a compra do seu imóvel?

 

É inegável que a compra do nosso primeiro imóvel é uma das aquisições mais significativas da nossa vida, pois é ali que viveremos momentos importantes, receberemos nossa família e construiremos memórias fantásticas! Contudo, por ser um investimento de alto custo, é preciso que haja planejamento para a compra, e dessa forma, o valor não pesar no seu bolso, tanto se for à vista ou financiado.

 

Muitas pessoas, por exemplo, até começam a juntar dinheiro e se planejar para essa compra, mas pela falta de informação correta ou um profissional sério que o ajude nessa jornada, não colocam na tabela os custos obrigatórios que terão nessa operação, e assim, levam um susto ao ver que o preço final de tudo é bem maior do que o esperado.

 

Por isso, tirar um tempinho para estudar como se organizar da melhor forma, quais são os seus gastos e qual é a sua renda, é o que realmente te ajudará nesse processo. Ao longo do artigo, vamos explorar tudo o que é mais importante considerar nesse processo, e assim, te ajudar a realizar seu sonho de forma segura. Vem com a gente!

 

Guia financeiro para comprar o seu primeiro imóvel: passo a passo

 

Primeiro passo: Controle os seus gastos 

Pode até parecer clichê, mas o primeiro passo para começar a organizar suas finanças é começar a entender seus gastos e controlá-los. Isso não significa que você terá que cortar tudo da sua vida ou mudar radicalmente, mas sim saber o que pode ser diminuído e retirado do seu orçamento ou quem sabe, substituído por algo mais barato, por exemplo.

 

Logo, para controlar os seus gastos você pode escolher o método que mais se encaixar: planilhas, agendas, papel, etc. Desde que você sempre se mantenha atualizado, qualquer uma dessas maneiras de se organizar é válida. Ali, você irá entender a origem da sua receita, as suas despesas e com o que tem mais gasto atualmente.

 

Segundo passo: Começar, mesmo que seja um valor simbólico, a poupar

Apesar de ser um hábito comum para muitas pessoas, poupar não significa apenas guardar dinheiro e sim dar um bom destino a ele, assim, será usado com o que realmente precisa e você poderá, até mesmo, multiplicá-lo com rendimentos, etc. Uma ideia para começar a poupar é estipular um valor para poupar todo mês, ou toda semana, dependendo de como você é remunerado. Logo, saberá que todo mês um certo valor é destinado às suas economias.

 

O dinheiro poupado por você, ou se for uma compra conjunta, por você e seu parceiro ou familiares, será uma ótima ajuda para dar uma entrada legal para a compra do seu imóvel, ou até mesmo para quitar parcelas do financiamento em algum momento do contrato vigente.

 

Terceiro passo: Tenha as suas metas e objetivos bem delineados

 Assim como é importante saber quais são os seus principais gastos, e dessa forma, juntar uma quantidade determinada de dinheiro para adquirir o seu imóvel, também é importante ter as suas metas alinhadas. Assim, não só a sua escolha será assertiva, como sua casa também será do jeitinho que você gosta.

 

Antes de procurar as casas e entrar com os documentos do financiamento, é interessante se fazer algumas perguntas, como “essa casa condiz com a minha realidade?” ou “essa casa tem tudo que eu quero?”, e dessa forma alinhar as suas expectativas.

 

De igual maneira, traçar objetivos financeiros te ajudam a realizar o seu objetivo mais rápido. Alguns exemplos de metas e objetivos que auxiliam na sua organização são:

 

       Conseguir reduzir as contas fixas em ao menos 50%: água, luz, etc.;

       Economizar ao menos R$150,00 ao mês;

       Ver todos os gastos desnecessários e cortá-los do orçamento;

       Substituir itens caros do dia a dia por versões mais baratas;

       Vender o que está parado e sem uso,

       etc.

 

Quarto passo: Livre-se das dívidas e fique sem nenhuma restrição no seu nome 

Infelizmente, sabemos que é muito difícil ficar sem usar o cartão de crédito, principalmente quando o preço dos itens básicos sobem, não é mesmo? Contudo, a melhor coisa a se fazer para manter as contas em dia é renegociar as dívidas, sempre que entrar um dinheirinho. Dessa forma, você se livra de juros e encargos, e ainda, consegue respirar tranquilo no fim do mês, sabendo que não há nenhum valor alto pendente no seu nome.

 

Para conseguir quitar as suas dívidas, liste-as uma a uma e o valor atual. Depois, ligue para os credores e faça acordos. Muitas empresas diminuem o valor em até 50%, por isso, vale muito a pena conversar direto com a instituição.

 

Quinto e último passo antes da pesquisa do imóvel ou financiamento: Liste todos os gastos extras com o imóvel 

Você sabia que para comprar um imóvel, outros gastos além do custo em si estão envolvidos? Sem colocar esses valores na ponta do lápis, você pode se assustar no final das contas, pois são diversos encargos, documentos e impostos que precisam estar em dia para fazer a aquisição do seu cantinho.

 

Quando você comprar um imóvel, seja casa ou apartamento, deverá pagar o ITBI, por exemplo, que é um imposto obrigatório para fazer a transferência de titularidade do imóvel, ou seja, para colocá-lo no seu nome. Somente depois de quitar essa taxa é que poderá usufruir e regularizar a sua propriedade.

 

Por fim, existem ainda outras formas de cuidar do seu dinheiro para adquirir o seu imóvel, e também erros a evitar para não se frustrar ou passar por problemas desnecessários. Contudo, com esses 5 passos você já está preparado para começar a sua busca pelo imóvel ideal!

 

Espero que o nosso artigo tenha te ajudado na sua busca e a melhorar a sua vida financeira. Se você quiser se aprofundar ainda mais em como cuidar do seu dinheiro para adquirir o seu cantinho, temos um presente para você.

 

No botão abaixo você pode baixar gratuitamente um material completo feito com muito carinho pela especialista financeira Erica Grellert parceira aqui da Vance. É só clicar e aproveitar!

 

[GUIA PRÁTICO PARA COMPRA DO PRIMEIRO IMÓVEL]

 

Para mais dicas e informações sobre como adquirir o seu imóvel dos sonhos, fique sempre de olho no nosso blog!

Veja mais artigos

Últimos Artigos

Mostrando de 1 até 4, em um total de 88 artigos
O Equilíbrio Perfeito entre Clássico e Contemporâneo
08
Abr
Descubra o San Diego, um empreendimento imobiliário em Gravataí que combina harmoniosamente o clássico e o contemporâneo. Com apartamentos elegantes e modernos, localização privilegiada e uma variedade de...
Leia Mais
Os Prós e Contras de Comprar um Imóvel na Planta: Uma Decisão a Considerar
27
Fev
Comprar um imóvel na planta oferece benefícios como preços acessíveis, customização e potencial de valorização, mas também apresenta desafios como possíveis atrasos na entrega, incertezas sobre o produto final...
Leia Mais
Investindo em Qualidade de Vida: Conheça o Empreendimento Lév em Gravataí
15
Fev
O empreendimento Lév, da Giardino Incorporadora, oferece casas espaçosas e bem projetadas em Gravataí, próximo à Freeway, a apenas 15 minutos de Porto Alegre. Com plantas a partir de 128 m² e infraestrutura...
Leia Mais
Alugar é vantajoso?
07
Fev
07/Fev
Descubra as vantagens do aluguel como uma alternativa flexível à compra de imóveis. Explore a liberdade de mobilidade, a menor carga financeira e a simplificação da manutenção que o aluguel oferece, além da...
Leia Mais